Imprensa

Início

Governo de Minas entrega 2º etapa do hospital de campanha no Expominas

Governo do Estado Entrega 2ª Etapa do Hospital de Campanha no Expominas

 

Com objetivo enfrentar e combater o novo coronavírus, o governo do estado entregou nesta quarta-feira, dia 15/04, a segunda etapa da montagem do hospital de campanha no Expominas, no bairro Gameleira, na região Oeste de Belo Horizonte.

O hospital foi projetado para oferecer 740 leitos de enfermaria e 28 de estabilização, totalizando 768 vagas. A previsão é de que a unidade esteja preparada para receber pacientes no final de abril.

A segunda fase de montagem contempla o mobiliário e enxoval hospitalar, adequação elétrica, rede de esgoto hospitalar e início da instalação gasométrica.

Os leitos foram divididos em três blocos. Nesta quarta, foi entregue o Bloco Amarelo, que conta com 260 leitos de enfermaria e 28 de estabilização. Os outros blocos serão ativados de acordo com a necessidade, sendo eles, o Bloco Azul com 220 leitos de enfermaria e o Bloco Verde com 260 leitos, todos de enfermaria.

O governador do estado, Romeu Zema, agradeceu à PM e ao Corpo de Bombeiros pela agilidade em fazer a estrutura em pouco tempo e destacou o apoio dado pelos empresários.

Zema comentou sobre a ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no estado. “Apenas 4% dos leitos de UTI estão sendo utilizados por pessoas acometidas da Covid. Então estamos ainda numa situação bastante confortável aqui no nosso estado. Talvez fruto das melhores medidas que nós tomamos, nós nos antecipamos às medidas, saímos antes de outros estados que já estavam no contágio mais avançado de contaminação”, disse.

O governador destacou ainda que não gostaria que os leitos do hospital de campanha fossem usados, mas que não poderia passar pela pandemia sem estar preparado. 

Objetivo 

O objetivo do hospital de campanha é ampliar a capacidade de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) do estado, especialmente na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

A finalidade é criar condições aos hospitais convencionais de providenciar o tratamento da Covis-19, sobretudo nos casos graves que necessitam de Centro de Terapia Intensivo (CTI).

Em caso de lotação das enfermarias dos hospitais de campanha, na Grande BH, poderá ser solicitado ao hospital de campanha vagas de clínica para a finalização dos tratamentos.